Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Presidente da Anacom apela aos autarcas para que protejam as torres de telecomunicações dos fogos 

Tiago Miranda

Mostrando imagens de uma torre de telecomunicações móvel queimada no incêndio de Pedrogão, João de Matos deixou um desafio aos autarcas, pedindo que não tenham floresta junto das mesmas, porque elas ardem. O presidente da Anacom disse ainda que há outras tecnologias mais resistentes ao fogo

"Ponham no vosso mandato impedir que as estações de telecomunicações estejam rodeadas de floresta, porque a floresta arde", afirmou João Cadete de Matos, presidente da Anacom, na sua primeira intervenção pública, no 27º Congresso das Comunicações da APDC.

"Estudei a questão e encontrei soluções tecnológicas interessantes" e que "tem a racionalidade económica de não arderem nos incêndios", disse Cadete de Matos. O presidente da Anacom defendeu o uso de infraestruturas subterrâneas. Durante o incêndio de Pedrogão, e outros que houve neste verão, muitas estações de telecomunicações foram destruídas pelo fogo, assim como parte do Siresp - rede que seria redundante à dos outros operadores.

São precisas mais parcerias

O novo presidente da Anacom defende que, dada a necessidade de avultados investimentos no futuro, seria útil uma maior cooperação entre os operadores e uma maior vontade de criar parcerias. "Com os investimentos avultados que é necessário fazer, seria interessante haver uma lógica de co-investimento e parcerias, soluções que permitem maximizar os investimentos, em benefício mútuo", afirmou o presidente da Anacom.

Já houve parcerias e investimento em conjunto entre operadores, nomeadamente na contrição da rede de fibra, mas atualmente não há.