Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Afinal havia outro... T-Roc

DANIEL ROLAND / AFP / Getty Images

A Volkswagen garantiu recentemente que só a fábrica da Autoeuropa produziria o novo modelo T-Roc. No entanto, será produzido na China um SUV com o mesmo nome. A fábrica de Palmela diz que “é outro”

A Volkswagen (VW) tinha deixado bem claro, sem quaisquer dúvidas, que não haveria deslocalização da produção do novo modelo T-Roc, um pequeno SUV (sport utilitity vehicle), e que seria exclusivamente a fábrica de Palmela a produzir este veículo. Foi o próprio presidente executivo da VW, Herbert Diess, quem deu essa garantia, durante o último Salão Automóvel de Frankfurt. No entanto, as linhas de montagem de uma grande fábrica chinesa estão preparadas para começar a produzir um novo modelo que também se chama... T-Roc.

Para a Autoeuropa não há incompatibilidade nas afirmações do presidente-executivo da VW nem problemas de deslocalização. porque a Autoeuropa fabrica o T-Roc para a Europa enquanto a fábrica chinesa produz o T-Roc para o mercado local.

Além da questão da separação de mercados – a Europa de um lado e a China do outro – para onde são produzidos estes T-Roc, os próprios modelos são diferentes e a versão chinesa tem uma homologação específica para a China, explica ao Expresso fonte oficial da Autoeuropa.

"Quando foi tomada a decisão de realizar um investimento adicional em Portugal e de produzir um novo modelo na fábrica de Palmela, já se sabia que a produção desse modelo ia ser feita para o mercado europeu", refere a fonte da Autoeuropa, adiantando que "a decisão de produzir um modelo T-Roc na China foi posterior".

A VW aguarda que seja eleita uma nova Comissão de Trabalhadores (CT) para retomar as negociações laborais que enquadrem a produção semanal do T-Roc, para a qual pretende manter 18 turnos semanais, de segunda-feira a sábado.

Há seis listas concorrentes às eleições de 3 de outubro para a nova CT, que deverá concluir as negociações laborais com a administração da VW Autoeuropa. Depois da reforma de António Chora, líder histórico da CT da fábrica de Palmela, Fernando Sequeira assumiu a liderança dessa comissão mas demitiu-se na sequência do malogro das negociações que não chegaram a consagrar uma nova carga horária destinada à produção do T-Roc. A VW espera produzir em Palmela 240 mil unidades anuais do perqueno SUV.