Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

40 gestores do futuro

A equipa do júri: António Horta Osório, CEO, LLoyds Banking Group; Francisco Pedro Balsemão, CEO, Impresa; Mário Bolota, Administrador, BIG; Pedro Rebelo de Sousa, Senior Partner, SRS Advogados; Miguel Gomes da Costa, Presidente conselho fiscal, COSEC; Luís Filipe Pereira, Presidente, FAE; António Bernardo, Managing Partner, Roland Berger; Ana Loya, CEO, Cut-e; Teresa Cardozo de Menezes, Managing Diretor, Informa D&B; Jorge Marrão, Partner, Deloitte; Sónia Pedreira de Pinho, Managing Partner, Ray Human

Tiago Miranda

Conheça a lista dos 40 empresários mais promissores com menos de 40 anos num projeto pioneiro em Portugal que pretende destacar uma nova geração de talento prestes a tomar as rédeas da economia e que pode (e deve) servir de exemplo

Uma recomendação enquanto olha para estas páginas: fixe os 40 nomes que hoje revelamos e prepare-se para ouvir falar muito do número 40. Vai ouvir falar deles no futuro e assim, quem sabe, pode recordar que foi aqui que começou a prestar-lhes mais atenção. Porque a expectativa é que vão ser (muitos já são) alguns dos grandes rostos da economia em Portugal.

Quem são? Trata-se dos gestores com menos de 40 anos selecionados em Portugal para o projeto “40 Líderes Empresariais do Futuro”, que une a revista “Exame” e a FAE (Fórum de Administradores e Gestores de Empresas) com base numa iniciativa já com historial a nível europeu e que arrancou em França em 2013. “É uma reflexão necessária sobre o potencial de liderança e talento para conduzir as empresas”, atira Pedro Rebelo de Sousa, da SRS Advogados e um dos membros do júri responsável pela escolha dos distinguidos.

A seleção dos 40 líderes com 40 ou menos anos seguiu uma metodologia baseada em várias fases, passando pela análise e uma primeira avaliação das informações constantes das candidaturas propostas, o que conduziu a uma lista de 60 jovens gestores, por uma entrevista individual posterior destes 60 candidatos e finalmente pela apreciação e decisão do júri, constituído por gestores independentes e presidido por António Horta Osório.

Impacto na sociedade
“Uma análise criteriosa”, como a classifica o presidente do conselho fiscal da COSEC (Companhia de Seguro de Créditos), Miguel Gomes da Costa, que exigiu “um grande esforço.” Trabalho compensador a que aderiram “desde a primeira hora” para “realçar a importância que esta nova geração de líderes empresariais terá para o futuro próximo da economia.” Para Pedro Rebelo de Sousa, a metodologia distingue-se das utilizadas noutros prémios porque junta “o potencial, atributos intrínsecos e várias vertentes do percurso profissional”, o que permite focar sobretudo no “desempenho pessoal.”

E é precisamente esse pergaminho que surge em destaque na fase final do projeto. Entre os 40 candidatos finais, dez dos escolhidos terão de realizar uma apresentação individual perante o júri. Com duração máxima de 40 minutos, pretende-se que o candidato apresente o seu caso e proposta de valor ao mesmo tempo que expõe a sua visão para o futuro. O lugar e o posto na lista refletem a experiência e conquistas de cada candidato, a capacidade de liderança e mobilização, sem esquecer o impacto na sociedade portuguesa.

Razões de sobra para que o Banco BiG se associasse ao projeto, “por ser uma mais-valia para a promoção e divulgação do talento nacional.” Uma valorização do “mérito de profissionais que demonstram uma forte ética de trabalho e a capacidade de inovar” de acordo com o presidente da instituição, Carlos Rodrigues, que faz questão de congratular a “pluralidade de candidaturas recebidas”, relativamente aos diferente sectores de atividade, económica assim como “a participação de profissionais de muitas pequenas, médias e grandes empresas representativas do tecido empresarial nacional.”

Diversidade de áreas que é precisamente destacada por Pedro Rebelo de Sousa como um dos fatores que mais o surpreenderam ao longo do processo de seleção. O advogado sublinha ainda que muitos candidatos “estão a trabalhar lá fora”, com a sua carreira dividida entre Portugal e o estrangeiro, sintomático da realidade atual. Denota igualmente uma “preocupação nas pessoas de ter uma lógica de valorização na carreira em áreas que são complementares”, algo que lhe chamou a atenção e que considera “interessante.”

Conhecer e promover
Se a mentalidade muda de geração para geração, alguns dos maiores representantes desse processo vêm do campo do empreendedorismo, “gente que coloca a sua massa, dá mostras e não se importa de se expor.” Ao contrário do que ainda se verifica, por exemplo, em alguns quadros de grandes empresas, não só por razões ligadas a decisões corporativas (não querer acicatar rivalidades internas, o que é “compreensível”) mas também porque em certos casos “não gostam de se dar à concorrência”, o que não é verdadeiramente positivo “para quem tem menos de 40 anos.”

Dar o exemplo. É uma das expressões mais utilizadas pelo júri quando o tema de conversa passa pelo possível impacto do “40 Líderes Empresariais do Futuro”. Miguel Gomes da Costa não tem dúvidas de como servirá para “alertar os jovens líderes para a importância que o seu sucesso tem para despertar novos líderes.” Já Carlos Rodrigues recorda como “Portugal tem conseguido gerar talento para a gestão empresarial, a partir de um sistema académico sólido e reconhecido internacionalmente, que empresas estrangeiras e o sector privado nacional mais atento têm utilizado para desenvolver e melhorar as suas organizações”, do qual a lista é representativa. “Uma rutura geracional diferente de outros países”, defende Pedro Rebelo de Sousa, que é importante “dar a conhecer e promover.”

Resta agora fixar estes nomes pelo caminho de potencial e talento que percorreram no seu passado para estar nesta lista de presente e futuro. 40 com menos de 40 num projeto que Miguel Gomes da Costa espera “que se possa vir a realizar nos próximos anos” para “acompanhar os laureados deste ano e receber os novos candidatos.”

A lista dos escolhidos

Ana Sofia 
Figueira Barbosa
Diretora, Fujitsu Technology 
Solutions

Ana Sofia Vaz Pires
Diretora, Ricoh

André Simões Cardoso
Administrador, Fidelidade Companhia 
de Seguros S.A.

Bruno Raposo 
de Castro Henriques
Administrador, Parvalorem SA

David Bernardo 
Ferreira Santo
Fundador e CEO, LITS ebusiness

Diogo André 
Gamboa Alves Neves 
de Carvalho

Diretor, KPMG

Diogo João 
Gonçalves Português 
da Fonseca Assis
Fundador e CEO, Events by tlc e Case Imagine

Diogo Maria 
Faria Pinto 
de Sousa Coutinho
Diretor, Temakeria, Lda

Duarte Líbano 
Monteiro

Diretor, Ebury

Dulce Helena Leal Felgueiras Painhas
Administradora, Painhas, S.A.

Emanuel Dâmaso Rodrigues Brinquete Proença
Administrador, Prio Supply, S.A.

Francisco José Palma 
Maio de Matos

Diretor, Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra

Frederico do Casal 
Ribeiro de Brito e Abreu
Diretor, Kroton Educacional

Gonçalo Bernardo Ferreira Santo

Diretor, Borealis Infrastructure

Gonçalo Maria 
Leitão de Freitas 
de Castro e Solla
Diretor, Fundação LIGA

João Miguel 
de Magalhães 
Alves Dias

Diretor, Piedade, Sa

João Miguel Fonseca Nielsen Sebastian
Diretor, Apple

José António 
Correia Dias 
Nogueira Silva

Diretor, Seguradoras Unidas S.A.

José Miguel 
de Seabra Marto
Administrador, Hotel Marquês de Pombal 
e Hotel Roma (Grupo)

LuÍs Pedro Cubal 
Mateiro Martins
Administrador, Zaask

Manuel Alexandre Veríssimo da Luz

Administrador, Banco BIC Português S.A.

Marco Aurélio 
Ribeiro Costa
Administrador, Talkdesk

Mauro Renato 
Dias Xavier

Diretor, Microsoft

Miguel Andrade 
dos Santos Fonseca
Diretor, McKinsey & Co

Miguel Rente 
de Pina Martins
Administrador, Science4you

Nuno Barbosa 
Martins de Brito Jorge
Cofundador e Diretor, Coopérnico/GoParity/Snap!

Nuno Davide 
Sobral Correia
Administrador, Prio Biocombustíveis, S.A.

Nuno Ferreira 
da Cunha Metelo 
de Carvalho 

Administrador, A Padaria Portuguesa

Nuno Filipe 
Pereira Rangel
Administrador, Rangel Logistics Solutions (Grupo Rangel)

Nuno Jorge 
Sebastião
Fundador e CEO, Feedzai

Nuno Manuel 
Oliveira dos Santos
Administrador, Gfi Portugal

Pedro Manuel 
Francisco da Silva Dias
Administrador, Agência para a Modernização Administrativa

Pedro Miguel 
Fernandes Teixeira
Diretor, Bureau Veritas

Pedro Miguel 
Gaia Devesa dos 
Santos Lopes

Diretor, Worten/Sonae SR

Pedro Queiroga 
Ramos Nazareth
Diretor, Amb3E, Associação Portuguesa de Gestão 
de Resíduos

Raquel Filipe 
Seabra de Sousa 
Castelo Branco
Diretora, Sogrape SGPS

Ricardo Manuel 
Pinto Camarinha
Diretor, Spekter Technology

Ricardo Miguel 
Vidigal Santos Sousa
Diretor, Century 21 Espanha 
e Portugal

Sérgio Paulo 
Reis Vieira

Diretor, 360imprimir

Verónica 
Soares Franco

Conselho de Administração, Via Porto

Textos publicados no Expresso Economia de 9 de setembro de 2017