Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Produção industrial cai na maior economia europeia

Mas este não é um ponto de viragem no motor da Europa, dizem os analistas

Na Alemanha, a produção industrial caiu 1,1% em junho, comparativamente ao mês anterior. É um resultado que contraria a previsão de crescimento de 0,2% e representa a primeira quebra nos últimos seis meses.

Em maio, a maior economia europeia tinha registado uma subida de 1,2% neste indicador, num ciclo de crescimento agora interrompido sob pressão do desempenho da atividade industrial e da construção.

No entanto, os analistas acreditam que estes números não são um sinal de inversão no comportamento da economia germânica, que registou um crescimento de 2,4% em termos homólogos, comparativamente a junho de 2016.

"É improvável que estes dados representem um ponto de viragem para a economia alemã", refere a agência Bloomberg, destacando que a confiança das empresas está em níveis recordes e o Bundesbank prevê a continuidade da trajetória de crescimento, apesar de, pela primeira vez em mais de 12 anos, os resultados do país neste indicador estarem atrás dos de França. Itália e Espanha.

"As encomendas às fábricas, assim como os indicadores de clima económico, apontam para uma tendência ascendente na produção industrial", afirma o ministério alemão da economia citado pela agência Bloomberg.