Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Garantia Mútua. Norgarante financiou 44 mil empresas em 15 anos

Teresa Duarte preside à Norgarante, uma sociedade de garantia Mútua

No primeiro semestre de 2017, a Norgarante apoiou 4755 empresas das regiões norte e centro, viabilizando um investimento acumulado de 500 milhões de euros

A sociedade de garantia mútua Norgarante prestou garantias, nos 15 anos que leva de atividade, a 44,4 mil empresas, na sua maioria micro, pequenas e médias empresas dos distritos do Porto, Braga, Aveiro e Viseu.

As 107 mil garantias envolveram 5,6 mil milhões de euros, no âmbito de financiamentos no valor de 10,8 mil milhões. O universo empresarial envolvido representa 782 mil empregos.

No fim de junho, a carteira viva de garantias ultrapassava os 1,542 mil milhões de euros, distribuída por 23 mil empresas. O montante médio das garantias concedidas ronda os 52 mil euros.

O balanço destes 15 anos "é francamente positivo e o facto da Norgarante ter ultrapassado os 5,6 mil milhões em garantias emitidas traduz a confiança das empresas mutualistas o sistema de garantia mútua em Portugal”, regista, em comunicado, Teresa Duarte, presidente da comissão executiva da sociedade financeira.

A importância da Garantia Mútua "no apoio às pequenas e médias empresas e na redução dos juros bancários "é evidenciado num estudo recente da Universidade Católica que confirma o impacto virtuoso do sistema na economia nacional.

Comércio e indústria transformadora

O comércio e a indústria transformadora são os sectores que mais têm beneficiado das soluções da Norgarante, vocacionada para apoiar o tecido empresarial das regiões norte e centro, as mais exportadoras do país. As empresas contratam com a Norgarante a prestação de garantias financeiras para facilitar a obtenção de crédito em condições adequadas aos seus investimentos e ciclos de atividade.

No balanço do primeiro semestre de 2017 a Norgarante regista o apoio a 4.755 empresas, maioritariamente na obtenção de financiamento bancário. O investimento viabilizado foi superior a 518 milhões de euros. O financiamento destinou-se à criação de novos negócios e projetos de autoemprego até investimentos de modernização,ou inovação e programas de internacionalização.

Em 2016, a maior parte das garantias emitidas destinou-se a empresas dos setores de comércio por grosso e a retalho (29%), indústria transformadora, com destaque para fabricação de produtos metálicos (8%), têxteis (5%) e indústria do couro e calçado.

Os agentes do distrito do Porto foram os mais ativos na procura das soluções da Norgarante, com 39,5% do valor total garantido.

Três linhas ativas

Com agências no Porto, Braga, Aveiro e Viseu, a Norgarante conta, entre os instrumentos de apoio às empresas, com as linhas Capitalizar (dotação de 1,6 mil milhões), Garantia Mútua IFD 2016-2020 (dotação de 1000 milhões) e a Linha Adiantamentos de Incentivos – Portugal 2020, destinada a antecipar parcialmente de incentivos aprovados pelo programa Portugal 2020.