Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Web Summit dá descontos a 150 startups portuguesas

Conferência volta a Lisboa de 6 a 9 de novembro. Edição do ano passado terá injetado 200 milhões de euros na economia portuguesa

João Ramos

João Ramos

Jornalista

As startups portuguesas mais promissoras voltam a ter este ano um desconto de 50% nos passes Alpha que dão acesso à Web Summit no âmbito do programa Road 2 Web Summit. Tal como tinha acontecido em 2016, em que 67 novas empresas portuguesas puderam beneficiar deste programa, este ano a organização do mega evento e a Startup Portugal estabeleceram um acordo para alargar o apoio a 150 startups lusas.

Além dos descontos no preço dos bilhetes, as empresas eleitas terão também acesso gratuito a sessões de preparação. O objetivo, diz João Vasconcelos, Secretário de Estado da Indústria, é que as “startup portuguesas aprendam como aproveitar ao máximo a sua presença num evento que traz a Portugal alguns dos melhores investidores, jornalistas, empresários e CEO do mundo”.

Para serem elegíveis para o Road 2 Web Summit, os candidatos têm de cumprir os critérios da Web Summit, nomeadamente pagar impostos (IVA) em Portugal e enviar a sua candidatura até 31 de agosto. As 150 startups vencedoras serão anunciadas até 15 de setembro.

200 milhões injetados na economia

A organização da Web Summit estima que a edição de 2016 tenha injetado 200 milhões de euros na economia nacional, sendo um quarto desse valor absorvido pela indústria hoteleira e 50 milhões pelos diversos fornecedores diretamente ligados ao evento. Só no Airbnb Foram realizadas cerca de 15 mil reservas, num valor global de 2,8 milhões de euros.

O ecossistema português de empreendedorismo também tem beneficiado da Web Summit. Desde 2010, as startups portuguesas que foram ao evento (em Dublin e Lisboa) já angariaram junto de investidores mais de 78 milhões de euros, um valor que representa, segundo o Startup Europe Partnership, um terço do total de 273 milhões de euros angariados pelas startups portuguesas desde 2010.

As startups portuguesas que se apresentaram na Web Summit desde 2014 angariaram 33 milhões de euros junto de investidores. Só em 2016 registou-se uma captação de 21 milhões de euros.

De setembro de 2016 a 1 de julho de 2017 houve 17.800 artigos na comunicação social sobre a Web Summit em Lisboa: 4.700 nos media portugueses e 13.100 nos media internacionais (118 países).