Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

EDP dispara 3,9% depois de notícias sobre fusão com a espanhola Gas Natural

Luis Barra

As ações da EDP abriram esta terça-feira a subir 3,6% e agora já estão a valorizar 3,96% para €2,969 após a Reuters ter avançado que as duas empresas estão a analisar numa fusão a nível ibérico. Quer a Gas Natural, quer a EDP negam contudo a existência de negociações

A Bolsa de Lisboa abriu em terreno positivo a subir 0,24% para 5.195,29 pontos impulsionada pelo eventual negócio de fusão entre a elétrica portuguesa EDP e a espanhola Gas Natural, cujo maior acionista com 24,4% é o grupo La Caixa, dono do BPI.

A operação de fusão estará ainda numa fase preliminar e iria, segundo avançou a Reuters, criar um gigante ibérico de €35 mil milhões.

Entretanto, a Gas Natural desmentiu a noticia ao jornal espanhol “Cinco Días”. Mas segundo a Reuters este negócio estaria a ser pensado ao mais alto nível, entre os presidentes das duas eléctricas António Mexia e Isidre Fainé, e terá mesmo sido analisado embora possa não chegar a vias de fato.

Por seu turno, a EDP em comunicado enviado esta manhã à CMVM veio “negar a existência de negociações entre as duas entidades sobre este tema”.

O maior acionista da EDP, com 21,35%, a China Three Gorges, estará aberta a avaliar a eventual proposta.

Esta informação sobre uma eventual fusão surge quando a EDP tem em curso uma oferta pública de aquisição sobre a EDP Renováveis, onde já detém 77,5%, ficando assim com a totalidade do capital desta empresa focada nas energias limpas.

A notícia sobre o negócio a nível ibérico foi avançada pela Reuters, agência que citou quatro fontes não identificadas.

(Notícia atualizada às 11h35)