Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Escassez de oferta leva a subida de preço das casas

Dados hoje revelados pelo inquérito ‘Portuguese Housing Market Survey’ (PHMS), adiantam que é esperado, para o próximo ano, "um aumento dos preços das casas em torno dos 4%"

A escassez da oferta de habitação "continua a ser um dos principais fatores a influenciar o aumento dos preços" das casas, num cenário de crescimento da procura, segundo dados hoje revelados pelo inquérito ‘Portuguese Housing Market Survey’ (PHMS).

De acordo com o trabalho, conduzido junto de mediadores e promotores imobiliários, é esperado para o próximo ano "um aumento dos preços das casas em torno dos 4% a nível nacional, expectativas que se robustecem num horizonte a cinco anos, no qual se espera um aumento médio de 5% ao ano".

Em maio, "a pressão sobre a oferta voltou a acentuar-se, com as colocações de casas para venda a cair nos dois últimos meses", sendo o Algarve a região "que reportou a quebra mais significativa".

Ao mesmo tempo, indica o PHMS, "as vendas acordadas continuaram a subir pelo 16.º mês consecutivo e a procura por parte de novos compradores também manteve um crescimento sólido, sendo Lisboa a região onde se verificou um aumento mais expressivo desta procura".

O PHMS é um inquérito mensal realizado em parceria entre a Confidencial Imobiliário e o RICS, para publicação de um Índice de Confiança e de Expectativas nas regiões metropolitanas de Lisboa, do Porto e do Algarve.