Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Têxteis. ERT instala base na Polónia

Com a entrada na Polónia, a Empresa de Revestimentos Têxteis fica com bases em sete mercados para abastecer a indústria automóvel.

A Polónia será o sétimo país com base fabril da ERT-Empresa de Revestimentos Têxteis, especializada no fabrico de têxteis técnicos para o sector automóvel.

Falta só decidir a localização da nova fábrica que fornecerá componentes para as bases da BMW e Mercedes e reforçará a capacidade do grupo português para centro da Europa. A unidade da ERT na República Checa revela-se impotente para responder a todas as encomendas, apesar de estar a produzir no limite da capacidade.

O fundador do grupo, João Brandão, explicou ao T Jornal que a ampliação da base checa revelou-se inviável, além da dificuldade de recrutamento de mão-de-obra local. A Polónia era, de resto, um amor antigo. Mas, ficara congelado devido um negócio de oportunidade - a falência de uma empresa alemã na República Checa com uma carteira de clientes complementar à da ERT.

Receita supera 100 milhões

O grupo ERT fez vendas 90 milhões de euros em 2016 (85% na indústria automóvel) e ambiciona bater em 2017 a cifra mágica dos 100 milhões. Conta com quatro fábricas (Roménia, República Checa, S. João da Madeira e Felgueiras) e um centro de engenharia em Espanha (Valladolid) que corta peças para a insonorização automóvel.

O investimento na Polónia junta-se ao de Marrocos (Tânger) que deverá começar a produzir em setembro para as fábrica da PSA e Renault e do México que estará concluído em 2018 para abastecer as marcas Mercedes e BMW.

Com um programa de investimentos de 20 milhões, a ERT enveredou, para vencer o carácter periférico de Portugal, pela expansão para outros mercados para potenciar em receita a sua capacidade de inovação e criação de novos produtos.