Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Bolsas europeias abrem no vermelho. Juros da dívida em baixa

O índice das 50 principais cotadas da zona euro abriu esta segunda-feira em queda. PSI 20, em Lisboa, desliza meio por cento. Juros das Obrigações do Tesouro português abaixo de 3%, em semana de regresso de dois leilões pelo IGCP

Jorge Nascimento Rodrigues

As bolsas da União Europeia abriram esta segunda-feira no vermelho. Todas as principais praças estão a negociar com perdas pelas 9h (hora de Portugal), uma hora decorrida do início da sessão bolsista na Europa.

O índice Eurostoxx 50 - das cinquenta principais cotadas da zona euro - recua 0,41%. O PSI 20, em Lisboa, perde 0,52%. O Cac 40 em Paris cai 0,31%. O DAX em Frankfurt perde 0,41%. Em Londres, os dois principais índices FTSE estão no vermelho. O Ibex 35 em Madrid lidera as quedas, com perdas de 0,84%.

No mercado secundário da dívida soberana, os juros (yields) das obrigações a 10 anos dos periféricos estão em queda. No caso das Obrigações do Tesouro português, naquele prazo de referência, as yields estão abaixo de 3%, na semana em que a Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) vai realizar dois leilões de dívida obrigacionista, um deles da OT a 10 anos. A continuar a trajetória de descida das yields, o IGCP poderá colocar dívida a 10 anos pagando uma taxa abaixo de 3%. Recorde-se que, quando lançou aquela linha de referência, pagou mais de 4% numa operação sindicada.

A tendência é de baixa nos juros dos títulos dos periféricos no prazo de referência. As yields das obrigações gregas caíram 12 pontos base em relação ao fecho da semana passada e estão abaixo de 6%. Desceram nove pontos base no caso das obrigações espanholas e seis pontos base nos casos dos títulos portugueses e italianos. Para as obrigações irlandesas a redução foi apenas de um ponto base.

Na Ásia Pacífico a onda vermelha abrangeu todas as principais praças, com exceção de Sydney.

  • Uma semana repleta de momentos que poderão contagiar as bolsas e os mercados da dívida soberana, com destaque para a reunião do banco central norte-americano. Em Portugal, há dois leilões de obrigações e a Fitch analisa o rating. Ecofin deve tirar o país do procedimento por défice excessivo

  • O índice bolsista para os 19 do euro perdeu mais de 1%. As bolsas mundiais desvalorizaram quase meio por cento. PSI 20 encontra-se entre as 10 praças com maiores perdas semanais