Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Bruxelas. Venda do Banco Popular é um “exemplo bem-sucedido” do Mecanismo Único de Resolução

JOHN THYS/AFP/GETTY

Dombrovskis afirma que o banco pode “continuar as suas atividades e os clientes do Banco Popular continuarão a ser atendidos sem qualquer perturbação”

O comissário europeu para o euro, Valdis Dombrovskis, considerou esta quinta-feira que a compra do Banco Popular pelo Santander é um "bom exemplo" da aplicação das regras do Mecanismo Único de Resolução (MUR) bancária.

A compra do Banco Popular pelo Santander é "um exemplo bem-sucedido da aplicação das novas regras do Mecanismo Único de Resolução", disse Dombrovskis, numa conferência de imprensa, em Bruxelas.

"Foi a primeira vez que um banco foi resolvido no âmbito do MUR na União bancária e foi feito sob grandes constrangimentos de tempo", sublinhou o comissário, reiterando ter sido "um sucesso".

Dombrovskis salientou que "o banco pode continuar as suas atividades e os clientes do Banco Popular continuarão a ser atendidos sem qualquer perturbação".

O Banco Santander Totta vai incorporar o Banco Popular Portugal, depois de, na quarta-feira, ter sido conhecido que o espanhol Santander vai adquirir 100% de Banco Popular por um euro, após o Banco Central Europeu ter constatado a inviabilidade da instituição de forma independente.

Em comunicados separados, o Fundo de Reestruturação Ordenada Bancária (FROB) espanhol e o próprio Santander indicaram que a compra ocorre depois de um processo competitivo de venda organizado "no âmbito de uma medida de resolução", adotado pelo Conselho Único de Resolução europeu e executado pelo FROB.