Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Grécia. FMI disposto a compromisso no próximo Eurogrupo

Christine Lagarde aceita entrar no terceiro resgate a Atenas, disse esta terça-feira ao jornal alemão Handelsblatt. Mas só pagará as tranches do novo empréstimo quando os credores europeus clarificarem medidas de alívio da dívida grega

Jorge Nascimento Rodrigues

O Fundo Monetário Internacional (FMI) sinalizou esta terça-feira que está disposto a um compromisso sobre a Grécia na próxima reunião do Eurogrupo visando terminar o impasse no fecho do segundo exame ao terceiro resgate.

A conclusão do processo na reunião de 15 de junho permitirá a Atenas receber a tranche dos fundos de resgate europeu evitando que o governo de Alexis Tsipras entre em incumprimento em julho. O FMI mantém em aberto a questão do alívio da dívida - um novo reescalonamento da dívida grega - dando mais tempo à negociação de um compromisso com os credores europeus e, em particular, permitindo à Alemanha não se comprometer antes das eleições legislativas de setembro.

Christine Lagarde, em declarações ao jornal financeiro alemão Handelsblatt publicadas esta terça-feira, admite que o Fundo que dirige dará o ‘sim’ à participação plena no terceiro resgate, aprovando o seu envolvimento financeiro, como exige a Alemanha, mas só desembolsará as tranches quando os credores oficiais europeus articularem claramente as medidas de alívio da dívida helénica, como tem exigido.

O FMI tem mantido uma participação técnica no acompanhamento do terceiro resgate à Grécia, mas ainda não aprovou novo empréstimo, entrando no pacote financeiro. A posição que tem sido defendida pelo Fundo é que a dívida helénica é insustentável e necessita de um novo plano de "alívio", com medidas de médio e longo prazo claras por parte dos credores oficiais europeus.