Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Catroga: “A EDP sempre se pautou por princípios éticos e de cumprimento da lei”

Luís Barra

Presidente do Conselho Geral e de Supervisão da EDP manifesta “solidariedade total” com a gestão da empresa. E garante que os documentos assinados “foram em representação dos órgãos sociais”

O Conselho Geral e de Supervisão (CGS) da EDP, que representa mais diretamente os acionistas da empresa, manifestou hoje o seu apoio à gestão de António Mexia. Eduardo Catroga, que participa na conferência de imprensa desta manhã e que preside ao CGD, revelou que houve ontem uma reunião extraordinária do conselho que “manifestou solidariedade total com a gestão da EDP e reafirmou que EDP sempre se pautou por princípios éticos e de cumprimento da lei”.

Catroga assegurou ainda que os “documentos assinados foram em representação os orgaos sociais” e lembrou que as decisões relacionadas com estes contratos foram tomadas pelo Estado em 1995, antes da privatização, quando o capital ainda era 100% público.