Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Caixa com prejuízos de 39 milhões de euros 

Os números foram revelados por Paulo Macedo, que fez um balanço dos 100 dias de mandato

Os resultados do primeiro trimestre de 2017 da Caixa Geral de Depósitos estão em linha com o programado no plano estratégico. Os prejuízos ascenderam a 39 milhões de euros, reduzindo-se face a igual período de 2016, mas as imparidades e provisões aumentaram 34,6 por cento no trimestre. O crédito a clientes caiu 5,5%, assim como os recursos de clientes também registaram uma tendência de queda para 5 por cento.

À margem financeira melhorou 18,4% nos primeiros três meses face a igual período de 2016, assim como o produto bancário. As comissões líquidas caíram 3,7 por cento e os custos operativos aumentaram devido à provisão contabilizada para p programa de pré-reformas e rescisões em 2017. Excluindo essa provisão os custos operativos não recorrentes teriam caído 3,5%.

O presidente da Caixa, Paulo Macedo, fez um balanço dos 100 dias de mandato e sublinhou como principais medidas a conclusão do plano de recapitalização da Caixa, a aprovação e fecho das negociações com Bruxelas face ao plano de reestruturação, a colocação de 500 milhões em investidores institucionais e ainda a ainda um trabalho muito importante na projeção de uma cultura de risco adequado.

O crédito em risco na Caixa reduziu-se para 10,4% nos primeiros três meses (estava nos 11,9% em igual período de 2016) sendo a cobertura por imparidades de 77%. Os rácios de capital Tier 1 e Total situam -se nos 13,3% e 14,2%, respetivamente.