Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Risco de saídas do euro caiu quase para metade

O risco geral de saídas da moeda única reduziu-se de 25% em fevereiro para menos de 14% em maio, segundo o indíce da firma Sentix. Risco específico de Frexit recuou para menos de metade

Jorge Nascimento Rodrigues

O risco geral de saídas de membros do euro reduziu-se de 25% em fevereiro para menos de 14% em maio, segundo o índice da firma alemã Sentix divulgado esta semana.

Com a segunda volta das eleições presidenciais em França à porta e as sondagens a darem a vitória ao candidato pró-euro Macron, o índice específico para a probabilidade de Frexit (saída da França do euro) caiu de 8,4% em fevereiro para 3,5% em maio.

O risco de saída de Portugal permanece abaixo de 2% desde março; recuou para 1,4% em maio.

Os dois casos mais problemáticos, que têm registado riscos mais elevados, são a Grécia e Itália. No entanto, também, para estes dois países, o índice de saída do euro reduziu-se substancialmente entre fevereiro e maio. Um Grexit viu a sua probabilidade descer de 19% em fevereiro para 8,7% em maio. O risco de uma saída de Itália caiu de 14% para 7,4% no mesmo período.

  • Os juros da dívida a 10 anos fecharam a semana em 3,4% no mercado secundário e o prémio de risco está abaixo de 300 pontos. IGCP anuncia para a próxima quarta-feira primeiro leilão daquela linha de obrigações que lançou em janeiro. Moody's não procedeu a qualquer atualização do rating do país