Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Crescimento desacelerou no 1º trimestre na zona euro

A taxa de crescimento no conjunto das economias da moeda única caiu ligeiramente no primeiro trimestre de 2017 para 1,7%, segundo a estimativa preliminar do Eurostat divulgada esta quarta-feira. Nos dois trimestres anteriores registara 1,8%. O crescimento estimado ficou abaixo das previsões que apontavam para 1,9%

Jorge Nascimento Rodrigues

O crescimento económico na zona euro desacelerou ligeiramente no primeiro trimestre de 2017, segundo a estimativa preliminar divulgada esta quarta-feira pelo Eurostat.

O organismo de estatísticas da União Europeia aponta para uma taxa de crescimento real do Produto Interno Bruto de 1,7% no conjunto das economias da moeda única nos primeiros três meses do ano em relação ao mesmo trimestre do ano anterior, face a uma previsão de 1,9%. Nos dois trimestres anteriores, de 2016, o crescimento anualizado foi de 1,8%.

O crescimento em relação ao mesmo trimestre do ano anterior é designado por homólogo. Trata-se, também, da taxa de crescimento real do PIB.

No conjunto da União Europeia, o crescimento homólogo manteve-se no primeiro trimestre do ano em 1,9%, similar aos dois trimestres anteriores. O conjunto da UE tem crescido, em termos homólogos, uma a duas décimas mais por trimestre do que a zona euro nos quatro últimos trimestres.

O crescimento de um trimestre para o seguinte, designado por crescimento em cadeia, foi de 0,5% nos primeiros três meses de 2017, o mesmo ritmo do que no último trimestre de 2016. No conjunto da UE, o crescimento em cadeia foi de 0,4%, inferior ao registado para a zona euro, e abaixo do verificado no último trimestre de 2016.

Novas estimativas do Eurostat para o primeiro trimestre serão divulgadas a 16 de maio e as finais a 7 de junho.

Comparando com os Estados Unidos, a economia da zona euro e da UE registou uma dinâmica muito superior no arranque deste ano. Segundo as estimativas preliminares divulgadas em 28 de abril, a economia norte-americana desacelerou significativamente no primeiro trimestre de 2017, com a taxa de crescimento homóloga do PIB a recuar para 0,7%, depois de 3,5% e 2,1% nos terceiro e quarto trimestres de 2016. Nova estimativa será divulgada a 26 de maio.