Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Quinta do Lago vende 
12 moradias de luxo numa semana

O novo projeto está situado junto à reserva da Ria Formosa e também do campo de golfe

Nuno Botelho

Novo projeto só vai estar pronto dentro de dois anos e terá 26 casas geminadas

A Quinta do Lago (freguesia de Almancil, concelho de Loulé) está a lançar o seu mais recente projeto imobiliário e, no espaço de apenas uma semana, vendeu quase metade das casas previstas para o empreendimento, que só deverá estar concluído dentro de dois anos.

A celebrar 45 anos de existência, o empreendimento Reserva (assim batizado devido à localização estratégica junto à reserva da Ria Formosa) vai ter 26 casas geminadas, construídas junto ao lago e no local que deu origem à Quinta do Lago, paredes-meias com os campos de golfe do resort.

“Lançámos a comercialização da Reserva — cuja construção se iniciou agora e tem final previsto para o verão de 2019 — sem qualquer evento fora do resort, na semana passada, e já foram vendidas em planta 12 das 26 casas do empreendimento. Tudo interesse local, de residentes que transmitiram aos seus amigos e familiares”, diz o irlandês Sean Moriarty, o novo CEO da Quinta do Lago, que antes de abraçar este desafio passou por empresas como a Tesco ou a Topaz Energy.

O empreendimento terá casas com áreas médias na ordem dos 250 m2 e valores a partir dos €2,3 milhões, sendo que a casa mais cara está fixada nos €3,6 milhões.

Incluído no investimento global de €50 milhões dos últimos sete anos para a melhoria e desenvolvimento da Quinta do Lago, este novo projeto atraiu clientes de Inglaterra, Irlanda e Escócia entre os 12 compradores, além de diversos pedidos de informação por partes de franceses, escandinavos, holandeses e portugueses.

‘Brexit’ não desincentiva

Questionado sobre o peso do ‘Brexit’ na opção de investimento, Sean Moriarty não hesita em dizer que está longe de desincentivar o interesse dos ingleses em investimentos imobiliários fora das suas fronteiras por perda cambial da libra. Seja ao nível de aplicações de capital, seja ao nível de turismo.

“A Páscoa passada foi a melhor dos últimos cinco anos ao nível da nossa ocupação turística. Já ao nível dos investidores, também percebemos que estão bem cientes da importância de valorização do seu dinheiro”, realça o CEO da Quinta do Lago, acrescentando que o metro quadrado se valorizou cerca de 20% nos últimos três anos, depois de anos menos bons em 2008 e 2009.