Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Schäuble diz que G20 não discutiu excedente externo alemão

O ministro das Finanças alemão escapou esta sexta-feira a uma confrontação sobre os excedentes excessivos alemães na reunião dos seus homólogos e dos banqueiros centrais do grupo das 20 maiores economias

Jorge Nascimento Rodrigues

O excedente externo excessivo da Alemanha não foi tema oficial do G20, apenas foi discutido em reuniões bilaterais, disse o ministro das Finanças alemão Wolfgang Schäuble esta sexta-feira em Washington. Schäuble confirmou-o em declarações à imprensa à margem da assembleia semestral do Fundo Monetário Internacional (FMI).

Os persistentes excedentes externos alemães acima de 6% do PIB desde 2011 têm sido alvo de críticas do próprio FMI e do Departamento do Tesouro norte-americano, que mantém a Alemanha como um dos seus parceiros comerciais sob monitorização numa lista negra, ainda não a tenha declarado como "manipuladora cambial".

A Alemanha deve fechar o ano de 2016 com um excedente de 8,5% do PIB. As regras europeias definem como situação de excedente excessivo superávites acima de 6% do PIB durante três anos consecutivos. Uma vez mais Berlim continua em situação de violação da regra europeia.