Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Juros da dívida em mínimo desde início do ano

Na véspera da agência DBRS emitir a sua decisão sobre o rating de Portugal, os juros das Obrigações do Tesouro a 10 anos desceram no mercado secundário para um mínimo desde início de janeiro

Jorge Nascimento Rodrigues

Os juros da dívida pública a 10 anos estão esta quinta-feira no mercado secundário num mínimo desde o início de janeiro. Ao início da sessão da tarde, as yields das Obrigações do Tesouro (OT) no prazo a 10 anos desceram para 3,79%, um nível que já não se verificava desde 2 de janeiro.

Este mínimo desde início do ano regista-se na véspera da agência canadiana DBRS comunicar a sua decisão sobre o rating da dívida de longo prazo de Portugal, não se esperando qualquer alteração na apreciação da notação em terreno não especulativo.

A decisão da agência em não desgraduar a dívida portuguesa para o estatuto de 'lixo financeiro' tem permitido a Portugal beneficiar do programa de compra de dívida soberana no mercado secundário pelo Banco Central Europeu (BCE). Esse resgate pelo BCE, que já soma €26,6 mil milhões desde março de 2015, tem permitido manter os juros das emissões de dívida portuguesa em níveis historicamente baixos.

A DBRS deverá comunicar a sua decisão na sexta-feira já depois dos mercados financeiros fecharem na Europa.

As yields das OT a 10 anos desceram para menos de 4% em 29 de março e têm mantido uma trajetória descendente. Recorde-se que essa linha de obrigações, que serve, agora, de referência no prazo a 10 anos, foi lançada a 11 de janeiro através de uma operação de sindicação, em que a Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública pagou aos investidores uma taxa de 4,227%. Os juros nessa linha obrigacionista já recuaram 43 pontos base, ou seja, mais de quatro décimas desde a operação de sindicação.