Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Apple recebe licença para testar carros que conduzem sozinhos

d.r.

Permissão é apenas para testes na Califórnia. Desde setembro de 2014 que a Direção Geral de Viação deste estado norte-americano já atribuiu 30 autorizações

Ana Baptista

Ana Baptista

Jornalista

A Apple recebeu, esta sexta-feira, 14 de abril, a licença que lhe permite testar carros autónomos, ou seja, que se conduzem sozinhos ou sem motorista. O documento foi atribuído pela Direção Geral de Veículos (DGV) da Califórnia, ou seja, os testes só poderão ser realizados neste estado dos EUA.

“Isto confirma os rumores de que a Apple está, pelo menos, a estudar a ideia de entrar no jogo dos carros autónomos”, disse à Reuters o presidente da consultora Theodore & Associates e ex-vice presidente da Ford e da Chrysler, Chris Theodore.

Contudo, ressalvou que o pedido e a obtenção da licença por parte da Apple não significa que marca norte-americana esteja a pensar construir um carro autónomo, como é o caso da Tesla ou da Google, por exemplo. Para este analista, o interesse pode ser no desenvolvimento de “software ou hardware associado à tecnologia dos carros autónomos”.

Segundo avança a Reuters, um porta-voz da Apple recusou-se a comentar a atribuição da licença, remetendo para um comunicado feito em novembro. “A companhia está a investir fortemente no estudo da automação de máquinas e está entusiasmado com o potencial dos sistemas autónomos em muitas áreas, incluindo os transportes”, escreveu na altura, o diretor de produto da Apple, Steve Kenner.

Aliás, a Apple tem vindo a recrutar dezenas de especialistas em automóveis, avança ainda a Reuters.

Com esta permissão, a criadora do iPhone junta-se, assim, a outras 29 empresas que também já receberam a licença da DGV da Califórnia para poder testar carros sem motoristas, como a Volkswagen, Tesla ou Google, segundo as informações disponibilizadas na página daquela instituição.

Destas, as mais ativas - ou pelo menos as que melhor passam para o exterior as experiências que estão a fazer - são a Google e a Tesla, mas com objetivos diferentes. Enquanto a Tesla estará a pensar na construção de um carro autónomo, a Google - que já está envolvida nisto desde 2009 - já desenvolveu um veículo e já o testou, mas acabou por desistir de construir o carro, segundo avançou a publicação The Informartion.

Também a Uber tinha um programa para testar os carros sem motorista na Califórnia, não para construir um de raiz, mas para os usar no seu negócio, contudo a licença foi retirada e a empresa de transporte teve de procurar outro estado norte-americano para fazer a experiência. O Arizona foi o escolhido, mas no final de março deste ano decidiu suspender os testes, depois de um dos carros ter tido um acidente.