Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Governo espera crescimento de 1,8% e défice de 1,5% este ano

Trata-se de uma dupla revisão em alta, anunciada esta quinta-feira por Mário Centeno

O ministro das Finanças, Mário Centeno, anunciou esta quinta-feira que o Governo espera que a economia portuguesa cresça 1,8% e que o défice orçamental caia para os 1,5% este ano.

Mário Centeno falava em conferência de imprensa após a reunião do Conselho de Ministros de hoje, na qual o executivo aprovou o Programa de Estabilidade e o Programa Nacional de Reformas, que serão discutidos na próxima semana na Assembleia da República.

Em outubro do ano passado, aquando da apresentação do Orçamento do Estado para 2017 (OE2017), o Governo apontava para um crescimento economia de 1,5% este ano e para um défice orçamental de 1,6%.

Agora, o executivo reviu em alta a projeção para o crescimento económico (dos 1,5% para os 1,8%) e melhorou também a previsão para o défice deste ano (de 1,6% para 1,5%).

"A previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2017 é de 1,8% e, tal como no Programa de Estabilidade do ano passado, haverá uma aceleração gradual deste crescimento ao longo do horizonte do Programa, até 2,2% em 2021", afirmou Mário Centeno, acrescentando que o Governo "aponta para um défice das administrações públicas em 2017 de 1,5%".

"Ao longo do cenário do Programa de Estabilidade e cumprindo todos os requisitos que se colocam ao país no âmbito da sua participação ativa na área do euro, o saldo orçamental melhorará em termos estruturais situando-se, sem medidas 'one-off' [temporárias], em 2021 num valor positivo de 0,9%", disse ainda o ministro.