Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Tesla torna-se a fabricante de automóveis norte-americana mais valiosa

KARIM SAHIB/GETTY

A marca dos ‘carros do futuro’ ainda nem sequer deu lucro e as suas vendas de viaturas não cheguem sequer a uma centésima parte das da General Motors

O valor nos mercados norte-americanos da Tesla atingiu esta segunda-feira os 52,5 mil milhões de dólares (49,5 mil milhões de euros) ultrapassando assim a General Motors, que era a fabricante de automóveis mais valiosa dos Estados Unidos.

Isto apenas uma semana depois da marca dos carros elétricos ter ultrapassado a Ford.

A subida ao primeiro lugar acontece apesar da empresa das viaturas futuristas, fundada por Elon Musk há 14 anos, ainda nem sequer ter dado lucro e do número de viaturas que vendeu no ano passado (80 mil) não chegar sequer a uma centésima parte das vendidas pela General Motors (10 milhões).

As centenas de milhares de encomendas do Modelo 3, o futuro carro a preços mais acessíveis da Telsa, contribuiu para os resultados favoráveis em bolsa. Elon Tusk prometeu que em 2018 a produção terá atingido as 500 mil viaturas.

Para além da energia elétrica, o desenvolvimento de viaturas de condução autónoma são uma das grandes apostas da Tesla.

O seu valor fica contudo ainda muito atrás dos 170 mil milhões de dólares (160 mil milhões de euros) da cotação da construtora de automóveis mais valiosa do mundo, a Toyota.