Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Nos primeiros três meses do ano foram criadas quase 12 mil empresas

O distrito de Lisboa foi o que registou maior número de nascimentos de empresas. O Porto foi o segundo

No primeiro trimestre deste ano foram constituídas 11 938 empresas e outras organizações, o que representa um acréscimo de 7% face ao mesmo período do ano passado, foi esta segunda-feira divulgado pelo Barómetro Informa D&B.

De acordo com este barómetro, para este valor contribuiu "um forte crescimento na constituição de novas empresas no mês de março (18,9%), após uma tendência indefinida em janeiro e fevereiro".

No mesmo trimestre verificou-se uma redução dos encerramentos (menos 2,2%), mantendo-se a tendência dos últimos meses de 2016.

As insolvências registaram um decréscimo de 23% face ao período homólogo, reforçando a tendência de descida verificada desde 2013.

A percentagem de empresas que cumprem os prazos de pagamento acordados manteve-se nos 17,6%, tal como no final de 2016.

Segundo o Barómetro Informa D&B, nos últimos 12 meses o rácio nascimentos/encerramentos de empresas foi de 2,3.

Em termos homólogos o setor com mais nascimentos de empresas foi o dos Serviços, com 3 458 nascimentos, o que corresponde a um aumento de 11,9%.
O setor com mais encerramentos foi também o dos Serviços, com 957 encerramentos, o que corresponde a menos 3,6%, face ao mesmo período do ano passado.

O distrito de Lisboa foi o que registou maior número de nascimentos de empresas, com 3.874 novas empresas, mas também de encerramentos, com um total de 1.178.

O Porto foi o segundo distrito, com 2.087 nascimento de empresas e 582 encerramento.