Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Parlez-vous français?

Fluxo turístico e multinacionais de origem francesa aumentam necessidade de trabalhadores que dominem o idioma

Rute Barbedo

Há 582 filiais francesas a funcionar em território nacional e muitas delas precisam, cada vez mais, de comunicadores que dominem a sua língua materna. Líder em sectores como a informação e comunicação, transportes e logística, construção, imobiliário, indústria e comércio, a França assume-se como a segunda presença mais importante em Portugal, a seguir a Espanha, em número de empresas, postos de trabalho criados (61.598) e volume de negócios gerado, segundo o estudo “Marca Portugal: O contributo das empresas portuguesas”, apresentado em março na 5ª Conferência Franco-Portuguesa. Somando a entrada no país de franceses sob o estatuto de residentes não-habituais ou em turismo (no ano passado, registaram-se mais de 1,2 milhões de dormidas só em Lisboa) o protagonismo da língua de Sartre — ou do economista Thomas Piketty, neste caso — aumenta de volume.

Apesar de a ferramenta de comunicação oficial de muitas multinacionais ser o inglês, a necessidade, em diferentes áreas, de trabalhadores que dominem o idioma francês levou à criação do grupo “Le Français, Une Langue d’Opportunités” [O francês, uma língua de oportunidades], que disponibiliza aulas gratuitas aos alunos de quatro instituições do ensino superior, financiadas pelas empresas Altran, BNP Paribas, Renault, Cetelem, Pernod Ricard, Chronopost, Cofidis, Lauak, Eurogroup Consulting e Transdev.

Leia mais na edição deste fim de semana