Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Continental investe 150 milhões em Portugal

A fábrica da Continental, em Lousado, está a crescer

D.R.

Empresa alemã cria mais 200 postos de trabalho em Lousado

A Continental vai investir 150 milhões de euros e criar 200 postos de trabalho em Lousado, até 2018, anunciou esta sexta-feira a empresa. Em causa estão dois projetos paralelos: a expansão da fábrica de pneus ligeiros para aumentar a capacidade de produção anual, atualmente fixada em 18 milhões de unidades por ano absorve 100 milhões, a que se juntam os 50 milhões previstos na construção da nova fábrica de pneus agrícolas, que já arrancou em 2016.

"Não estamos apenas a investir num amento generalizado da produção, mas sim, sobretudo, no incremento do fabrico de pneus de alta performance e na reentrada no segmento de pneus agrícolas", afirma Nikolai Setzer, administrador da Continental AG, em comunicado divulgado pela empresa sobre a aposta da multinacional alemã em Portugal.

O projeto nos pneus ligeiros prevê a ampliação da oferta na gama de alta performance (pneus acima de jante 17), mas a empresa não avança uma estimativa das unidades a produzir, porque isso irá sempre depender do tipo de pneus e da sua dimensão.

Pedro Carreira, responsável pela fábrica de pneus de Lousado, com 1.900 trabalhadores, salienta que este investimento confirma "que o acionista continua a depositar confiança na equipa (portuguesa)" e o reforço do foco no segmento de gama alta.

Com um volume de vendas de 40,5 mil milhões de euros e 220 mil trabalhadores em 56 países, a multinacional alemã tem na sua divisão de pneus 24 unidades de produção e pesquisa e desenvolvimento, onde emprega 52 mil pessoas e faturou 10,7 mil milhões no ano passado.

Em 2016, a Continental Mabor fechou o exercício com um volume de vendas de 830,86 milhões de euros (mais 10 milhões do que no ano anterior), 98% do qual relativo à exportação para 64 países e, de acordo com Pedro Carreira, a evolução das vendas registada ficou a dever-se ao aumento do número de unidades produzidas, mas também "á aposta estratégica na produção de pneus topo de gama".