Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Insolvências aumentaram 26% desde 2016

Os dados hoje divulgado pela Iberinform mostram ainda que 24% das insolvências ocorreram no distrito de Lisboa, 22,6% no distrito do Porto e 10,6% em Braga

Cláudia Menezes

No final do mês de Março foi registado um total de 1.224 declarações de insolvências, mais 389 do que em Março de 2016 (um acrécimo de 46,6%), revelam dados da Iberinform hoje divulgados.

As insolvências em Portugal, este ano, apresentaram-se acima dos números registados em 2015 e 2016. O destaque é para o comércio e retalho (+13,4%), por grosso (+20,6%) e para a restauração (+38,3%).

Analisando, o aumento mais evidente de insolvências regista-se nos setores de serviços (um aumento de 29,8%) e comércio de veículos (um acrécimo de 23%). Outros sectores que, em março desde ano, também e apresentaram um decrécimo de dois digitos no número de empresas insolventes foram as atividades de: eletricidade, gás, àgua(12,5% face a igual periodo de 2016) e Agricultura, Caça e Pescca ( variação positiva de 12%).

Os dados mostram ainda que 24% das insolvências ocorreram no distrito de Lisboa, 22,6% no distrito do Porto e 10,6% em Braga.

Em Março de 2017 foram constítuidas 4.101 novas empresas, mais 682 do que no período homólogo de 2016 (aumento de 19,9%). Existe um aumento mais relevante na criação de empresas na hotelaria e restauração, reflectindo o impacto do crescimento de exportações de serviços turísticos.

Outros sectores de atividade que obtiveram um aumento significativo foi a construção e obras públicas com um acréscimo de 0.9% e o de serviços ( mais de 2,8%).