Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Quatro unicórnios e 835 contratações

A Farfetch de José Neves vai contratar 500 pessoas até ao final de 2017 para trabalhar no Porto, Guimarães e Lisboa, sendo a maioria para a área tecnológica. A plataforma de comércio eletrónico pretende expandir a equipa de desenvolvimento de software

LUCILIA MONTEIRO

Quatro tecnológicas portuguesas de crescimento acelerado vão recrutar em várias zonas do país

João Ramos

João Ramos

Jornalista

Portugal tem três startups tecnológicas com potencial para serem unicórnios no curto prazo, segundo a classificação Tech Tour Growth 2017. Ou seja, poderão alcançar uma valorização de mil milhões de dólares. São elas: a Feedzai, a Talkdesk e a Uniplaces. Além de terem crescimento exponencial de negócio, estes pré-unicórnios têm em comum o facto de serem ‘máquinas’ de criação de postos de trabalho qualificado. Só estas três startups preveem criar 335 empregos até ao final do ano.

Mas, se adicionarmos a Farfetch, um unicórnio fundado em Londres pelo português José Neves, o número de postos de trabalho criados em Portugal por este tipo de empresas vai disparar para 835, já que esta empresa de comércio eletrónico de moda vai contratar 500 pessoas para expandir as suas operações em Lisboa, Porto e Guimarães. No final de 2017, a Farfetch poderá ter criado 1340 postos de trabalho qualificado em sete áreas: tecnologia, produto, operações, financeira, recursos humanos e administrativos.

Leia mais na edição deste fim de semana