Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Não vou pagar a chamada, certo?

getty

Quase todos nós já tivemos de ligar para o apoio ao cliente da nossa empresa de telecomunicações para colocar uma dúvida, resolver um problema ou relatar uma avaria. Já há bastante tempo que em muitas empresas passámos a pagar as chamadas que deveriam servir para nos ajudar. Um conselho sobre o que deve fazer (e um truque se não quiser telefonar)

PEDRO ANDERSSON/SIC

Esta semana tive de ligar para a minha operadora de telecomunicações porque um dos serviços não estava a funcionar. Atualmente, muitos dos apoios ao cliente destas empresas (e de outros sectores também) são pagos. Algumas operadoras cobram quase 1 euro de cada vez que ligamos. Ou seja, ligamos para reclamar de um problema causado por eles e ainda por cima temos de pagar. É completamente tonto.

Liguei. Esperei. Relatei a situação. Tomaram conta da ocorrência e disseram-me que iam tentar resolver. A senhora estava a despedir-se quando lhe perguntei se ia pagar a chamada.
Resposta:”Ah! Pois. Está bem, não se preocupe. Vou creditar-lhe a chamada na próxima fatura.”

Ou seja, vou pagar na mesma, mas depois descontam.

Em todo o caso, é assim que estão as coisas. Portanto, sempre que ligo para relatar um problema peço no final para que me creditem o valor da chamada na fatura. Acho completamente desarrazoado estar a pagar para resolverem um problema do serviço deles pelo qual não sou responsável.

Até agora sempre o fizeram na minha operadora. Se quem reclama não disser nada, o mais provável é que a chamada seja cobrada na fatura seguinte. E são mais uns trocos que perde - e que eles ganham, por um serviço que deveria estar incluído no preço da mensalidade.

Algumas operadoras limitam o crédito a 3 chamadas por mês. A partir daí cobram mesmo.

Há quem faça a queixa na página de Facebook da operadora e peça que o contactem. Assim não paga nada. Truques que deviam ser desnecessários.

Não sei se nas vossas operadoras também é assim. Perguntem sempre se vão pagar a chamada. Eu já aprendi esta lição há muito tempo.