Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Maduro ameaça assumir controlo de padarias

Mariana Bazo / Reuters

A escassez já levou a Assembleia Nacional, onde a oposição tem maioria, a declarar novamente o estado de emergência alimentar

Na ‘guerra económica’ que o Presidente venezuelano acredita travar-se contra o regime, todas as armas são possíveis. A mais recente investida de Caracas é a ameaça de expropriação e controlo das padarias que não cumpram as novas regras para produção de pão.

As medidas, anunciadas pelo vice-presidente, Tareck El Aissami, obrigam a que 90% da matéria-prima das padarias seja destinada à produção de pão e que a produção seja em quantidade suficiente para assegurar diariamente o seu fornecimento das 7h às 19h. As padarias serão fiscalizadas por membros dos Comités Locais de Abastecimento e Produção e pela Superintendência dos Preços Justos. Nicolás Maduro acusa os fabricantes de esconderem o pão da população e de se unirem para tentar desgastar o regime, mas a crise no abastecimento de trigo — importado mediante autorização do Estado (que tem o monopólio de importação de matérias-primas) — e o aumento da procura de pão face à falta de outros alimentos de primeira necessidade tem agravado o problema.

A escassez já levou a Assembleia Nacional, onde a oposição tem maioria, a declarar novamente o estado de emergência alimentar. A nova medida venezuelana é só mais uma à boleia da onda de expropriações e nacionalizações que são usadas no país como resposta para os problemas em vários sectores da economia.