Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Fintech recrutam em Portugal

Tecnológicas financeiras britânicas estão a descobrir talento português

As empresas de recrutamento estão a ter uma dificuldade crescente em encontrar profissionais em algumas especialidades tecnológicas. Um dos sectores mais afetados é o das tecnológicas financeiras (fintech), em particular no Reino Unido, por ser o país que na Europa mais alberga este tipo de empresas de rápido crescimento. Segundo números oficiais, em 2016 o sector das fintech adicionou à economia britânica €7,6 mil milhões e atraiu €570 milhões de novos investimentos. Por isso, não surpreende que comece a haver desfasamento significativo entre a oferta e a procura em algumas profissões. Segundo revela a página de recrutamento Indeed.com, citada pela publicação Business Insider, mais de 20% das vagas, de entre as 10 das profissões procuradas, ficam por preencher ao fim de dois meses.

A batalha pelo talento que as principais empresas tecnológicas financeiras travam à escala global também passa por Portugal.

Entre 200 a 300 ex-alunos da Católica Lisbon School of Business & Economics estão a trabalhar na City londrina, muitos deles em empresas fintech que operam a partir da capital inglesa. Entre 14% a 15% dos recrutamentos feitos em Portugal pela Hays têm a ver com procura de mão de obra para empresas tecnológicas. Algumas fintech estrangeiras estão a recrutar em Portugal e outras começam a instalar serviços de apoio em território luso.

Leia mais na edição deste fim de semana