Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Bolsa de Lisboa abre negativa, com BCP em destaque

A Bolsa de Lisboa acordou em terreno negativo com 12 das 17 empresas cotadas a cair. Entre as maiores descidas está o BCP, que apresentou segunda-feira os resultados de 2016 e o grupo EDP. Entre as cotadas em terreno positivo estão a Pharol, a Corticeira Amorim e a Mota Engil

A Bolsa de Lisboa abriu esta terça-feira em terreno negativo, com o PSI20, o índice de referência, a cair 0,01%, para os 4.634,67 pontos. Dos 17 títulos cotados, 12 encerraram em terreno negativo, um inalterado (grupo Mota-Engil) e quatro fecharam em alta.

Entre as cotadas com piores desempenho está o BCP. As ações estavam a cair 1,26% para o,156 euros. esta segunda-feira, o banco liderado por Nuno Amado apresentou os resultados de 2016 e os lucros desceram quase 90% , tendo o montante de imparidades aumentando para um nível histórica na casa dos 1,6 mil milhões de euros.

O grupo EDP também arrancou em terreno negativo. A empresa presidida por António Mexia está a cair 0,35% para 2,86 euros e a EDP Renováveis desce 0,41% para 6,267 euros. A descer estão também a Altri e a NOS.

Entre os títulos que estão a subir esta terça-feira estão a Pharol , mais 2,25% para 0,364 euros, a Corticeira Amorim 1,04% para1,680 euros. A Mota Engil, a Jerónimo Martins e os CTT também estão a ganhar.

Na segunda-feira, o PSI20, principal índice da bolsa portuguesa, encerrou a desvalorizar 0,55% para 4.634,96 pontos, com a operadora de telecomunicações NOS a perder mais de 5%, em linha com a maioria das praças europeias.