Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

EDP Renováveis avança para novo concurso de eólicas offshore em França

TOBIAS SCHWARZ

A empresa portuguesa aliou-se à francesa Engie para licitar licenças para um parque eólico marinho que deverá ter entre 250 e 750 megawatts de capacidade instalada

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

A EDP Renováveis anunciou a sua participação num novo concurso para a adjudicação de licenças para a exploração de energia eólica offshore em França, em consórcio com o grupo Engie.

O consórcio luso-francês decidiu concorrer à licitação para a região de Dunquerque com um projeto que poderá ter entre 250 e 750 megawatts (MW) de capacidade, de acordo com um comunicado divulgado pela EDP Renováveis.

As duas empresas já trabalharam juntas na preparação de dois projetos de 500 MW cada também em França, entre outras iniciativas. A Engie (antiga GDF Suez) tem ainda um outro projeto eólico offshore de 250 MW que está a desenvolver autonomamente.

“Esta experiência partilhada confere uma enorme solidez à licitação do consórcio, baseada numa forte capacidade técnica e económica”, sublinha a EDP Renováveis em comunicado.

Além das participações nos projetos offshore em França, a EDP Renováveis tem em território gaulês 388 MW de capacidade operacional de energia eólica convencional. Paralelamente, a empresa portuguesa está a desenvolver em Portugal a expansão do projeto Windfloat, que esteve em testes ao largo da Póvoa de Varzim com uma eólica flutuante com potência de 2 MW, e que dará lugar a um parque com várias torres e uma potência total de 25 MW.