Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Ex-gestores da EDP investem €63 milhões na energia solar

Projetos de energia solar estão a acelerar no Alentejo e Algarve

Tiago Miranda

A Hyperion, de João Talone, vai investir no Algarve, sendo parte do projeto assente numa tecnologia de alto rendimento produzida em Portugal

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

Pela Avenida da Liberdade, no coração de Lisboa, não só passam consumidores de carteira recheada a comprar roupa e acessórios de marcas de luxo, como também desfilam e são desenhados alguns dos maiores negócios do país. E é no número 249 desta artéria da capital que a Hyperion, do empresário João Talone, vai coordenando os seus projetos numa área que Portugal ainda explora de forma incipiente: a energia solar.

Hoje, um dos projetos mais avançados da empresa fundada em 2006 por João Talone e Pedro Bastos Rezende (ambos antigos administradores da EDP) é um investimento de €63 milhões em Lagos. Naquele concelho do Algarve, a Hyperion prepara-se para construir duas centrais solares contíguas: uma explorando painéis fotovoltaicos convencionais e outra com módulos solares de alta concentração, numa tecnologia desenvolvida pela empresa portuguesa Magpower.

O projeto de Lagos, que está em consulta pública para obtenção de licenciamento ambiental, terá uma capacidade instalada de 44 megawatts (MW), o que o torna um dos maiores empreendimentos de energia solar do país, apenas atrás da histórica central da Amareleja (46 MW instalados desde 2008 no distrito de Beja) e da futura central de Alcoutim (220 MW a instalar nos próximos dois anos no Algarve).

Leia mais na edição deste fim de semana