Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Zona Euro. Desemprego no nível mais baixo desde maio de 2009

Portugal tem a sexta taxa mais alta da Europa, mas protagoniza a quarta maior descida

A taxa de desemprego na zona euro foi de 9,6% em janeiro, estável face a dezembro e abaixo dos 10,4% registados em janeiro de 2016, informou hoje o Eurostat, indicando que Portugal registou a quarta maior descida homóloga, com uma queda de 12,1% para 10,2%.

Mesmo assim, o país tem a sexta taxa de desemprego mais alta da UE, de acordo com os dados do Eurostat, que destaca o facto de o ano ter arrancado com a taxa de desemprego mais baixa da euro zona desde maio de 2009.


No conjunto dos 28 Estados-membros da União Europeia (UE), a taxa de desemprego caiu para 8,1%, valor que compara com os 8,2% de dezembro e os 8,9% de janeiro de 2016 e é, também, o mais baixo desde janeiro de 2009.

À frente de Portugal, no ranking das maiores descidas homólogas estão a Croácia (14,8% para 11,3%), Espanha (20,6% para 18,2%) e Hungria (6,2% para 4,3%).

Já as maiores subidas foram protagonizadas por Chipre (13,1% para 14,1%), Itália (11,6% para 11,9%) e Dinamarca (6,0% para 6,2%).

No que respeita às taxas de dezemprego mais baixas, a lista é liderada pela República Checa (3,4%) e Alemanha (3,8%).
O desemprego juvenil também desceu, para os 20,0%, na zona euro, contra 21,7% um ano antes e 20,3% de dezembro.

Portugal acompanhou a tendência e o desemprego entre os jovens desceu para 25,7% face aos 29,9% homólogos e aos 26,2% de dezembro.