Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

200 milhões de ações a 17 dólares. Oferta pela dona do Snapchat supera expectativas

Carl Court / Getty Images

Operação avalia a empresa Snap em 20 mil milhões de dólares (19 mil milhões de euros), diz a Bloomberg

A Snap, dona da rede social Snapchat, vendeu 200 milhoes de ações a 17 dólares (16,14 euros) cada na oferta pública inicial (IPO), superando assim as estimativas que apontavam para um intervalo entre os 14 e os 16 dólares. O resultado obtido conduz a uma avaliação da empresa na ordem dos 20 mil milhões de dólares (19 mil milhões de euros), considerando as ações existentes após o IPO (1,16 mil milhões), indica a agência Bloomberg.

A Snap, que se estreia esta quinta-feira no Nasdaq, conseguiu 3,4 mil milhões de dólares (3,2 mil milhões de euros) com esta operação, que atribui à nova cotada uma avaliação 100% acima do Facebook e quatro vezes acima do Twitter. Será uma das maiores entradas em bolsa da década.

Depois da entrada em bolsa, o valor da empresa poderá passar os23,6 mil mihões de dólares.

A procura superou em 10 vezes a oferta existente, apesar dos indicadores de risco que os analistas encontram nos resultados da empresa: Em 2016, a Snap teve vendas de 404,5 milhões de dólares, sete vezes mais do que o volume de negócios registado em 2015, mas o ano fechou com um prejuízo de 514,6 milhões de dólares, contra 372,9 milhões de dólares no ano anterior, o que significa uma perda superior a um dólar por cada dólar faturado no ano passado.

O Snapchat tem 158 milhões de utilizadores diários ativos, 85% dos quais têm menos de 35 anos. O Facebook anda nos 1,2 mil milhões e o Twiter tem mais de 300 milhões de utilizadores ativos diários.

A empresa nasceu em 2011, com Bobby Murphy e Evan Spiegel, criando uma oportunidade de negócio a partir de uma aplicação que pemite enviar mensagens que desaparecem ao fim de algum tempo.