Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Taxa de desemprego mantém-se nos 10,2% em janeiro

A estimativa provisória do Instituto Nacional de Estatística aponta para que a taxa de desemprego em Portugal se tenha mantido inalterada em relação a dezembro

A taxa de desemprego em Portugal manteve-se nos 10,2% em janeiro, inalterada face a dezembro, segundo a estimativa provisória divulgada esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) para os valores mensais da taxa de desemprego, ajustados de sazonalidade.

Este valor, embora não registe alterações em relação a dezembro, é 1,9 pontos percentuais mais baixo do que o registado um ano antes, em janeiro de 2016 (12,1%).

O INE confirmou ainda os números divulgados há um mês, em relação à taxa de desemprego em dezembro. Assim, no último mês de 2016, o desemprego ficou nos 10,2%, menos 0,3 pontos percentuais do que em novembro.

Mais ainda, este é o valor mais baixo desde março de 2009, quando a taxa de desemprego se situava nos 10%.

Segundo os números provisórios para janeiro, a taxa de desemprego dos jovens (15 a 24 anos) diminuiu meio ponto percentual, para os 25,7%, em relação a dezembro de 2016. Já em termos homólogos, a redução foi de 4,2 pontos percentuais.

Já a taxa de desemprego dos adultos (25 a 74 anos) terá ficado nos 9% em janeiro, o que compara com 8,9% em dezembro. Um ano antes, em janeiro de 2016, esta taxa estava nos 10,7%.

Quanto à população desempregada, foi estimada pelo INE em 521,8 mil pessoas em janeiro, mais 0,2% (1,1 mil pessoas) do que em dezembro e menos 15,4% (94,8 mil pessoas) do que em janeiro de 2016.

Por fim, a estimativa provisória para a população empregada em janeiro foi de 4,5932 milhões de pessoas, tendo diminuido 0,2% (8,4 mil pessoas) em relação ao mês anterior. Em termos homólogos, a população empregada aumentou 2,4% (106,9 mil pessoas).