Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Grupos de turismo portugueses à procura de trabalhadores

CRESCIMENTO. O turismo é nesta fase um sector empregador, refletindo o momento positivo que atravessa no país

MÁRIO JOÃO

São 1500 ofertas de emprego que vão estar disponíveis na Bolsa de Turismo de Lisboa, de grupos hoteleiros como Vila Galé, Sonae Turismo, Sana ou Quinta do Lago. A feira do turismo português espera este ano superar o recorde de 75 mil visitantes

É o segundo ano consecutivo que a principal feira do turismo português vai integrar uma Bolsa de Empregabilidade, desta vez contando com 1500 ofertas de emprego. Será um dos trunfos da Bolsa de Turismo de Lisboa, que vai decorrer na FIL de 15 a 19 de março, e que nesta edição de 2017 espera ultrapassar o recorde de 75 mil visitantes atingidos em 2016.

Já há mais de 20 empresas confirmadas para participar na Bolsa de Empregabilidade, destacando-se a Sonae Turismo, Vila Galé, Sana Hotels, Quinta do Lago, Pine Cliffs, Hoti Hotéis ou Hotéis Real, e envolvendo também grupos ligados a 'hostels', como The Independente Collective. Segundo o Fórum Turismo 2.1, organizador do evento, além de grupos hoteleiros também agências de viagens ou empresas de animação vão procurar angariar trabalhadores na BTL.

“Não é fácil apresentar uma iniciativa com o foco nos recursos humanos e na sua valorização num local onde tradicionalmente se valoriza a comercialização de serviços, como é a BTL”, reconhece António Marto, secretário-geral da Associação Fórum Turismo 2.1, chamando a atenção para a elevada recetividade na primeira edição e a “evolução positiva” que a Bolsa de Empregabilidade conquistou na BTL, o que levou a um 'up grade' em termos de visibilidade.

Este ano a iniciativa vai passar para o Pavilhão 1, o espaço mais nobre da feira, e vai alargar-se a dois dias (17 e 18 de março).

BTL EM ALTA. Um barómetro natural da situação do turismo, a Bolsa do Turismo de Lisboa vai ter este ano 1200 expositores

BTL EM ALTA. Um barómetro natural da situação do turismo, a Bolsa do Turismo de Lisboa vai ter este ano 1200 expositores

Este ano, a Bolsa de Empregabilidade vai passar para o Pavilhão 1 da BTL, o espaço mais nobre da feira, e vai alargar-se a dois dias (17 e 18 de março).

Segundo a Fórum 2.1, “estão também a ser convidadas universidades e centros de formação em turismo para participarem ativamente nesta segunda edição do evento, uma vez que constitui uma excelente oportunidade para estudantes que procuram uma interação com o mercado de trabalho”.

MADEIRA. Com o turismo a crescer, a região é o destino nacional convidado da próxima BTL

MADEIRA. Com o turismo a crescer, a região é o destino nacional convidado da próxima BTL

Em linha com o crescimento evidenciado pelo turismo em Portugal, a Bolsa de Turismo de Lisboa vai apresentar-se este ano com um número superior a 1200 expositores, esperando 1500 profissionais estrangeiros e prevendo ainda ultrapassar os resultados de 2016.

“Todas as expectativas nos asseguram que suplantemos os 75 mil visitantes que recebemos em 2016, entre profissionais e público final, o que significa que este motor económico que é o turismo vai de vento em popa”, salienta Vítor Neto, presidente do conselho estratégico da BTL, lembrando de na BTL 2017, “a maior montra dos diferentes 'players' de turismo”, vão estar representadas todas as regiões de turismo do país e 30 municípios, além de 42 destinos internacionais.

FÁTIMA. Nos 100 anos do santuário marcados pela vinda do Papa, a BTL propõe-se potenciar o turismo religioso

FÁTIMA. Nos 100 anos do santuário marcados pela vinda do Papa, a BTL propõe-se potenciar o turismo religioso

Uma das novidades da feira em 2017 resulta da parceria entre a BTL e o Turismo de Portugal no sentido de promover 30 'startups' dedicadas a projetos turísticos, no objetivo de dar uma “oportunidade às micro e pequenas empresas” e os visitantes poderem “conhecer diferentes ideias inovadoras no espaço dedicado ao empreendedorismo”.

Este ano a Bolsa de Turismo de Lisboa também vai ter um novo espaço de 'network' (trabalho em rede), designado de BTL Village, “criado essencialmente para empresas fora do sector do turismo, como seguradoras, instituições bancárias e consultoras que queiram estar presentes na maior feira do sector em Portugal”. A nível de visitantes profissionais da BTL, o destaque vai ainda para o programa 'Hosted Buyers', que anualmente traz 400 compradores internacionais de diversos países, havendo já nesta edição 3 mil reuniões empresariais agendadas.

A Madeira é o destino nacional convidado da BTL em 2017, que pela primeira vez vai ter uma 'cidade nacional convidada', que será Viseu. No ano em que se celebra o centenário das aparições em Fátima - ocasião que será celebrada com a vinda do Papa Francisco na noite para 13 de maio - a BTL celebrou ainda uma parceria com a Associação Empresarial de Ourém-Fátima (Aciso) com vista a potenciar o turismo religioso.

Numa altura em que ainda estão frescos os últimos resultados do Banco de Portugal e do Instituto Nacional de Estatística (INE), dando conta do crescimento do sector e do maior peso nas exportações de bens e serviços, Vítor Neto sublinha que “o turismo não é só estratégico, como estruturante para a economia portuguesa”.