Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Heinz propõe fusão com a Unilever

Os dois gigantes, donos de algumas das mais conhecidas marcas que compramos no supermercado, poderão vir a ser um só grande grupo mundial. Mas não para já: a Unilever acaba de rejeitar uma oferta da Heinz

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

Axe, Becel, Dove, Lipton, Hellman's, Knorr, Omo, Magnum, Sun, Surf. Conhece? São todas marcas na carteira de ativos da gigante mundial Unilever. E Heinz, Kraft e Philadelphia? São algumas das marcas do grupo Kraft Heinz. E se passassem a estar todas sob o mesmo chapéu acionista? É essa a proposta que a Kraft Heinz fez à Unilever, e que esta recusou... para já.

“A Kraft confirma ter feito uma proposta à Unilever sobre a fusão dos dois grupos para criar uma companhia líder mundial nos bens de consumo, com uma missão de crescimento de longo prazo e existência sustentável”, refere um comunicado divulgado ao mercado esta sexta-feira pela Unilever.

A Unilever recusou a proposta, mas não em termos definitivos. “Pretendemos trabalhar para chegar a um acordo sobre os termos de uma transação. Mas não há certezas de que alguma oferta adicional venha a ser feita à administração da Unilever”, lê-se no mesmo comunicado.

A Unilever, que é uma das maiores companhias mundiais de produtos de grande consumo, teve no ano passado uma faturação de 52,7 mil milhões de euros. As suas ações subiram mais de 10% esta sexta-feira, com a confirmação do interesse da Kraft.