Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Espanhóis do CaixaBank com 84,5% do BPI

Luís Barra

Resultados da oferta pública de aquisição confirmam forte aceitação por parte dos acionistas do banco

Pedro Lima

Pedro Lima

Texto

Editor

Luís Barra

Luís Barra

Fotos

Fotojornalista

O grupo CaixaBank conseguiu comprar 39,01% do BPI na oferta pública de aquisição (OPA) que lançou sobre este banco. Como já tinha 45,5%, passou assim a controlar 84,5% do BPI.

Apesar de apenas ficarem dispersos no mercado 15,5% do capital, a intenção do CaixaBank é manter o BPI cotado na Bolsa de Lisboa, segundo informação prestada pela Euronext no apuramento dos resultados da oferta.

Entre os acionistas que venderam na OPA está Isabel dos Santos. A investidora angolana tinha 18,58%. Também o grupo Violas, o maior acionista português, acabou por vender praticamente todas as ações que tinha, apesar de ter contestado o preço.

A OPA, que inicialmente assumiu um caráter voluntário, foi lançada a 18 de abril do ano passado. Entretanto as negociações entre acionistas conduziram a uma alteração de condições que tornaram a oferta obrigatória. O preço oferecido pelo CaixaBank passou a ser de 1,134 euros por ação e o período da oferta decorreu de 17 de janeiro a 7 de fevereiro.