Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Lucro do CaixaBank ultrapassa os 1000 milhões de euros

Gustau Nacarino / Reuters

O espanhol Caixabank, maior acionista do BPI, viu os seus lucros crescerem 28,6% para 1047 mil milhões de euros em 2016. Jordi Gual, presidente do conselho de administração, traça um cenário positivo para este ano

A recuperação da economia espanhola, com o PIB a crescer mais de 3% em 2016, foram um factor determinante para o crescimento do Caixabank, reconheceu Jordi Gual, presidente do conselho de administração, na apresentação dos resultados do banco. O lucro do banco, detentor da maior rede de balcões em Espanha, obteve um lucro de 1,047 mil milhões de euros em 2016, um aumento de 28,6% face a 2015. Pela primeira vez, desde 2011, ultrapassou os 1000 milhões de euros de lucro.

Segundo os resultados, apresentados esta quinta-feira, em Barcelona, onde a instituição bancária tem sede, o resultado antes de impostos foi de 1.538 milhões de euros, um aumento de 141 % em relação a 2015 e o resultado do negócio bancário e segurador ascende a 1.979 milhões de euros. Com uma rentabilidade (ROTE) de 10,8%. De acordo com o banco catalão, o resultado obtido foi conseguido devido à evolução das receitas e dos gastos recorrentes, que permitiram que a margem bruta se mantivesse estável, nos 7.827 milhões de euros, e a margem de exploração alcançasse os 3.711 milhões (+15,3 %), um menor impacto das despesas extraordinárias em relação a 2015 (-77,7 %) e a redução das perdas por deterioração de ativos financeiros e outras provisões (-57,5 %).

A 16 de janeiro deste ano, lançou, junto da Comissão de Valores do Mercado Mobiliário, uma OPA (operação pública de aquisição) sobre a totalidade do capital do BPI, oferecendo 1,134 euros por cada uma das suas ações. A operação de compra de ações foi iniciada dia 17 de janeiro e decorre até 07 de fevereiro próximo.

Jordi Gual aponta o sucesso da oferta OPA sobre o BPI, em que acredita, como um dos grandes desafios estratégicos do Caixabank para 2017 e um dos factores de criação de valor. "Estamos a ponto de culminar proximamente com êxito a OPA sobre o BPI", sublinhou. O gestor elogiou a qualidade da gestão do banco e disse acreditar na rentabilidade do banco.

Um dos grandes objetivos do Caixabank é continuar a aumentar a rentabilidade, e apostar na inovação, num mercado fortemente competitivo.