Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Sonae passa barreira dos 5 mil milhões no retalho

As vendas do retalho alimentar e especializado do grupo Sonae cresceram 7,2% em 2016

O volume de negócios da Sonae SGPS no segmento do retalho cresceu 7,2% em 2016 para atingir os 5,198 mil milhões de euros e bater pela primeira vez a barreira dos cinco mil milhões. De acordo com os dados das vendas preliminares, divulgados na quarta-feira, a subida combina aumentos de 5,6% na Sonae MC, dona do Continente, e de 11,2% na Sonae SR, que junta insígnias como a Worten, Sport Zone, MO, Zippy, Losan e Salsa.

Em comunicado, o grupo destaca que as vendas na Sonae MC (3,687 mil milhões de euros) cresceram 6,6% no último trimestre do ano, num desempenho que beneficiou “da variação positiva de vendas no universo comparável de lojas (1,9%) e do aumento da área de vendas”, com a área alimentar a atingir pela primeira vez os mil milhões de euros em três meses.

“Estes resultados são igualmente importantes para os trimestres que se avizinham, uma vez que comprovam que possuímos a estratégia e recursos adequados para atingir os nossos objetivos”, comenta Luís Moutinho, CEO da Sonae MC.

No retalho especializado, as vendas somaram 1,439 mil milhões no ano passado, com o último trimestre a contribuir também positivamente para o balanço anual com um crescimento de 14,4% que compara com os 11,2% do conjunto do ano.

Para o grupo Sonae, este resultado da Sonae SR reflete o desempenho das suas insíginas, com a Worten a crescer 2,1%, para os 910 milhões de euros, e a divisão de Sports and Fashion ( Sport Zone, MO, Zippy, Losan e Salsa) a aumentar 31,1% em 2016, beneficiando dos resultados da Losan e da Salsa, consolidados desde 1 de janeiro e do início do segundo semestre, respetivamente.

Num comentário a estes números, Miguel Mota Freitas, CEO da Sonae SR refere, em comunicado, os "passos importantes na consolidação da posição na Ibéria" dados pela Worten, que conseguiu "ganhos de quota de mercado em Portugal e um sólido crescimento das vendas online, tanto em Portugal como em Espanha". O gestor destaca, também, "o contributo positivo das empresas adquiridas, Salsa e Losan, e do portfólio original" na divisão de Sports and Fashion, que diz estar posicionada "para um crescimento futuro".

O número de 5,198 mil milhões de euros de vendas apresentado para o negócio do retalho da Sonae, ultrapassa os 5,014 mil milhões de euros registados no ano passado em todo o grupo Sonae, num universo que inclui a NOS, Sonae Sierra e Sonae IM.