Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Fundo do BPI compra 40% da Catari

A Inter-Risco impulsiona expansão da empresa de andaimes, em parceria com a família fundadora.

A Catari, uma empresa familiar de Vale de Cambra que se tornou num dos principais fabricantes de andaimes operando em 32 mercados, abre um novo ciclo com a entrada no capital da Inter- Risco, uma sociedade do BPI. O fundo generalista InterRisco II, subscrito pelo BPI, comprou uma participação de 40% e injetou capital para suportar a expansão do grupo metalomecânico. baseado em Vale de Cambra e filiais comerciais em vários países.

De acordo com um comunicado da Inter-Risco "a Catari é um dos principais operadores portugueses do sector da produção, comercialização e aluguer de andaimes", apresentando um volume de negócios de 12 milhões de euros.

Exporta 80% da produção ( Europa, América Latina e África são as principais geografias) e conta com 100 empregados. A Catari atua em toda a cadeia de valor ligada aos equipamentos metálicos, incluindo a prestação serviços associados de maior maior valor acrescentado.

Negócio familiar e global

A Catari desenvolveu um catálogo diversificado de produtos que lhe permite oferecer soluções à medida das necessidades dos 600 clientes com que lida.

A parceria "visa contribuir para o desenvolvimento do atual plano estratégico da empresa, reforçando o crescimento do negócio e o reconhecimento da marca Catari a nível internacional", diz a Inter-Risco.

A Catari é um grupo de cariz familiar, fundado em 1979 por Carlos Tavares Nery, conduzido atualmente pela segunda geração da família. O filho, Paulo Nery, é o presidente executivo. A política do Inter-Risco II, vocacionado para médias empresas com potencial de expansão no exterior, aponta para uma permanência de três anos.