Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Taxa de desemprego cai para 10,6%

A taxa de desemprego em outubro situou-se em 10,6%, diminuindo 0,3 pontos percentuais face ao mês anterior e aos três meses antes. É uma revisão em baixa da estimativa provisória divulgada há um mês

A população desempregada em outubro de 2016 foi estimada em 545,3 mil pessoas, tendo recuado 2,2% em relação ao mês anterior (menos 12,1 mil pessoas), enquanto a população empregada foi avaliada em 4 579,7 mil pessoas, o que representa um aumento de 0,3% face ao mês anterior (mais 13,4 mil pessoas).

Os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgados esta sexta-feira revelam ainda que a taxa de desemprego, situada em 10,6%, representa um recuo de 0,3% pontos percentuais em relação ao mês anterior e uma revisão em baixa, de 0,2 pontos percentuais, da estimativa provisória de 10,8%, divulgada há um mês. Para novembro de 2016, a estimativa provisória é de 10,5%.

A taxa de desemprego das mulheres (10,5%) foi superior à dos homens (10,4%) em 0,1 pontos percentuais, face ao mês anterior, e a primeira diminuiu 0,1 e a segunda 0,3. A taxa de desemprego dos jovens, por seu lado, situou-se em 28,4% e aumentou 0,6 pontos percentuais em relação ao mês precedente. A taxa de desemprego dos adultos foi de 9,1% e diminuiu 0,2 pontos percentuais em relação àquele mês.

A redução mensal na taxa de desemprego foi acompanhada pela diminuição da população desempregada (2%, menos 10,7 mil) e do decréscimo da população empregada (0,4%, menos 16,5 mil). Do mesmo modo, o decréscimo registado face a agosto de 2016 foi também acompanhado pela diminuição da população desempregada e pela redução da população empregada. Para o decréscimo homólogo contribuiu a diminuição da população desempregada (15,0%; 95,1 mil) e o aumento da população empregada (1,7%; 75,3 mil).