Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Gastos com o Natal voltam aos valores pré-troika

MÁRIO JOAO

O Natal foi próspero em 2016. Os portugueses gastaram mais cerca de €380 milhões este ano do que em 2015. De 28 de novembro a 25 de dezembro, entre levantamentos e compras realizadas na rede multibanco, voaram das contas 5.674 milhões de euros. Valores superiores em cerca de €600 milhões aos registados em 2011, ano da entrada da troika em Portugal

Os números da SIBS, a gestora da rede de multibancos, só confirmam o que já se admitia: os portugueses estão mais confiantes e gastaram mais este Natal do que no ano anterior. Entre levantamentos e pagamentos através da rede multibanco feitos no mês que antecede o dia 25 de dezembro, os portugueses movimentaram €5,674 mil milhões, um crescimento de 7,3% face a período idêntico de 2015, revelam dados da SIBS, divulgados esta terça-feira.

O facto de ter sido reposta uma parte dos cortes feitos nos salários da Administração Pública na sequência da entrada da troika em Portugal, em 2011, contribuiu para um crescimento dos gastos. Mas o aumento do valor das compras também denota um maior otimismo dos portugueses, que se traduziu em mais cerca de 380 milhões de euros em levantamentos e compras através da rede de multibanco (caixas e terminais de pagamento automático) este ano na quadra natalícia.

Entre 28 de novembro e 25 de dezembro foram feitos levantamentos de 2.397 milhões de euros, contra 2.291 milhões entre 30 de novembro e 27 de dezembro de 2015. Há também um crescimento nas compras feitas através de terminais de pagamento automático, que este ano se situaram nos 3.277 milhões de euros e em 2015 se tinham ficado pelos 2.997 mil milhões.

Em 2011, ano de entrada da troika, os levantamentos e compras feitos na rede multibanco situaram-se neste período nos 5.010 milhões, um montante que ficava abaixo dos 5.240 milhões registados em 2010. Foi em 2011 que os portugueses mais fecharam os cordões à bolsa, foi o ano do brutal aumento de impostos. Naquele ano, os gastos caíram 224 milhões de euros face a 2010.

267 transações por segundo

O pico de transações na rede multibanco em Portugal aconteceu às 11.52:14 de 24 de dezembro, véspera de Natal, quando foram processadas 267 transações por segundo. Os dados da SIBS mostram ainda que o levantamento médio diário foi este ano de 69 euros.
Em compras, o valor médio dos pagamentos em lojas foi de 40 euros.