Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Sines quer duplicar contentores até 2020

O presidente do Porto de Sines, José Luís Cacho, quer introduzir novos segmentos 
de atividade para sustentar o crescimento nos próximos 4 anos

Tiago Miranda

Porto alentejano soma e segue. Vai ter segundo terminal para sustentar crescimento. Chineses interessados

Sines fervilha. Os navios multiplicam-se ao largo do porto alentejano. Gás natural, petróleo, carga diversa e contentores fizeram crescer a sua atividade 14,5%, de janeiro a outubro. Com exceção do porto da Figueira da Foz, que cresceu 3,2% nos 10 primeiros meses do ano, os restantes portos do continente sofreram quedas na atividade, com Lisboa a perder 15,6% no mesmo período. No entanto, graças ao forte crescimento de Sines, a atividade portuária nacional total aumentou, o que significa que o porto alentejano absorveu e anulou as quedas dos restantes. Agora, para o novo presidente do Porto de Sines, José Luís Cacho, o objetivo é “sustentar o ritmo de crescimento nos próximos quatro anos”.

Como? Novos segmentos de atividade, projetos de logística e energia, mais indústria e um novo terminal de contentores, enumera o presidente do porto, citando alguns dos investimentos que aguardam concretização.

Leia mais na edição deste fim de semana