Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Novo Banco à espera dos chineses

Nuno Botelho

BdP aguarda que Minsheng garanta disponibilidade financeira imediata para comprar o banco e capitalizá-lo

As restrições à saída de capital da China, introduzidas em novembro, estão a revelar-se um contratempo para a venda do Novo Banco. O China Minsheng Group é aparentemente o candidato mais bem posicionado, mas está a ter dificuldades, após esta limitação legal, em mostrar que tem dinheiro disponível no imediato para cobrir a sua proposta e capitalizar o banco.

O Banco de Portugal (BdP), sabe o Expresso, está a fazer um pequeno compasso de espera para que a holding financeira do grupo chinês, liderada por Sing Wang, consiga dentro do prazo fazer a chamada prova de fundos. Na prática, é para garantir que o capital necessário para comprar o herdeiro do antigo BES, ou parte do capital, não está sujeito ao controlo do banco central chinês. Porquê esta tolerância das autoridades portuguesas? É que a proposta do Minsheng Group é a que melhor garante a manutenção integral do Novo Banco e a que assegura mais postos de trabalho.

O candidato chinês, a vencer, entrará através de um aumento de capital, uma operação que lhe permitirá ficar com cerca de 51% do capital. O Banco de Portugal terá no entanto mais caminho para fazer, é preciso depois atrair investidores que fiquem com o restante capital, hoje nas mãos do Fundo de Resolução. Sing Wang e a sua equipa, empenhados em que a compra se faça, estiveram esta semana em Portugal, onde vão passar aliás o Natal e os dias que se seguem, sabe o Expresso.

O prazo para a venda do Novo Banco termina teoricamente a 4 de janeiro de 2017, data em que expira a oferta do fundo norte-americano Lone Star. Quer este fundo quer a Apollo/Centerbridge, outro dos candidatos, já passaram o momento da prova de fundos. É enorme a pressão para que o negócio se conclua até final do ano. É que para assegurar que se respeitam os rácios, o banco pode precisar de capital nos primeiros meses do ano. E se não for vendido até agosto será liquidado.