Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Pedro Rebelo de Sousa vai ser administrador do Haitong Bank

O advogado e irmão de Marcelo Rebelo de Sousa entrou na administração do Haitong Bank (ex-BES Investimento), alvo nos últimos dias de saídas, nomeadamente do seu presidente José Maria Ricciardi

Alberto Frias

A administração do Haitong Bank está a ser alvo de uma reformulação, marcada pela saída da presidência executiva de José Maria Ricciardi, gestor que o banco de investimento chinês tinha mantido no cargo quando comprou o banco de investimento do BES, em setembro de 2015.

Pedro Rebelo de Sousa é o novo nome na administração, depois das mudanças a que se está a assistir, e vai ser administrador não-executivo. O chinês Hiroki Miyazato irá acumular a presidência executiva do Haitong Bank, com o cargo de presidente do conselho de administração.

Pedro Rebelo de Sousa é advogado mas tem experiência na banca, liderou inclusive o Banco Fonsecas & Burnay antes da sua privatização. Foi presidente do Instituto Português de Corporate Governance (IPCG). É irmão do Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa, facto valorizado pelo investidor chinês. Antes de aceitar o convite, Pedro Rebelo de Sousa deslocou-se à China.

As mudanças na administração da Haitong fizeram-se a partir de 9 dezembro –data de comunicação da saída de José Maria Ricciardi –, a um ritmo acelerado. A Haitong fez um comunidado onde afirma que Ricciardi sai por vontade própria, depois de cumpridos os objetivos determinados, e que vai agora a dedicar-se a projetos profissionais próprios.

Saíram também na semana passada três administradores que tinham transitado do antigo BES Investimento: Rafael Valverde, Félix Cabanyes e Frederico Alegria. Restam da equipa herdada pela Haitong apenas três gestores: Paulo Martins, Alan Fernandes e Christian Minzolini.