Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Web Summit encheu os hotéis de Lisboa em 79%

Para os hoteleiros a Web Summit teve um "impacto positivo" em Lisboa

Jose Carlos Carvalho

O preço médio dos quartos subiu para €130 nos dias da conferência, mais €45 que no mesmo período do ano passado, segundo um inquérito da Associação da Hotelaria de Portugal

Os hotéis da cidade de Lisboa tiveram 79% da sua capacidade ocupada com a Web Summit, a conferência de empreendedorismo e inovação que decorreu de 6 a 9 de novembro, o que significou um aumento de 11% face ao período homólogo do ano passado - revela um inquérito da Associação dos Hotéis de Portugal (AHP) que foi esta quarta-feira divulgado

Considerando toda a área metropolitana de Lisboa, a taxa de ocupação dos hotéis durante a Web Summit foi de 75%, quando nos mesmos dias do ano passado se cifrou em 66%.

Segundo o inquérito da associação de hoteleiros aos seus associados, o preço médio por quarto ocupado durante o período da conferência situou-se em €130 na cidade de Lisboa (mais €45 face a 2015), e de €120 tendo em conta a área metropolitana (mais €40 que no ano passado).

Expectativas iniciais dos hoteleiros apontavam para 85%

"Através deste inquérito percebemos que o evento teve um impacto positivo quer na taxa de ocupação quer no preço médio", adianta Cristina Siza Vieira, presidente executiva da AHP, recordando que "no inquérito que realizámos em setembro para saber perspetivas, os responsáveis das unidades hoteleiras de Lisboa previam uma taxa de ocupação na ordem dos 85%, mas esses valores não foram atingidos. O preço médio por quarto ocupado também foi inferior”.

A presidente executiva da associação dos hoteleiros frisa que "apesar da realidade ter ficado aquém das expectativas, a verdade é que trazer a Web Summit para Portugal foi uma boa aposta também para os hoteis e que este evento é muito importante durante a época baixa”.

França, Reino Unido, Portugal e Alemanha foram, por esta ordem, os principais mercados que originaram as reservas para a Web Summit em Lisboa, que foram maioritariamente efetuadas via Internet.