Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Estado injeta mais €300 milhões na CP e Metro de Lisboa

Nuno Fox

CP vai ter um reforço de capital superior a €212 milhões e o Metro de Lisboa de €86,8 milhões, segundo os despachos publicados esta manhã em “Diário da República”

O reforço do capital estatutário da CP e do Metro de Lisboa, totalizando cerca de €300 milhões, vai ter efeitos a partir desta quarta-feira, segundo os despachos das Finanças, Ambiente, Planeamento e Infraestruturas publicados esta manhã em "Diário da República".

A CP vai receber a fatia de leão, um total de €212.191.523, "por conversão de créditos detidos pelo Estado/Direção-Geral do Tesouro e Finanças, que se vencem em 30 de novembro de 2016", explicita o despacho. Detida na totalidade pelo Estado, a CP tinha em junho um capital estatutário de €3 mil milhões.

A CP ficou ainda autorizada pelo Estado em assumir encargos no montante máximo de €1 milhão para custear serviços de manutenção de software da Microsoft, que deverão ser repartidos por três anos, até 2018, segundo portaria também publicada esta quarta-feira no "Diário da República".

No caso do Metropolitano de Lisboa, também ficou expresso no diário oficial o aumento em €86,8 milhões do seu capital estatutário a realizar pelo Estado, em numerário.