Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Juros da dívida de Itália e Portugal fecham em baixa

Depois de uma subida matinal, os juros das obrigações a 10 anos dos dois periféricos desceram em relação ao encerramento da semana passada. Bélgica e França lideram subidas das taxas no mercado secundário na zona euro. Volatilidade domina

Jorge Nascimento Rodrigues

Depois de uma abertura em alta na sessão desta segunda-feira no mercado secundário da dívida da zona euro, as taxas das obrigações italianas e portuguesas fecharam em queda no prazo de referência, a 10 anos.

O comportamento em baixa das yields dos títulos dos dois periféricos contrastou com a neutralidade para Espanha, Grécia e Irlanda, e a subida para as economias do centro do euro, com destaque para Bélgica e França.

Depois de um máximo de 3,91% para as yields das Obrigações do Tesouro português (OT) registado durante a abertura, o fecho situou-se em 3,82%, quatro pontos base abaixo do valor de encerramento na sexta-feira passada. No caso de Itália, as yields das obrigações chegaram a atingir 2,13%, para encerrarem em 1,99%.

No caso das obrigações alemãs a 10 anos que servem de referência na zona euro, as taxas chegaram a subir para 0,42% na abertura desta segunda-feira, para fecharem em 0,399%.

As yields subiram 5 pontos base para os títulos belgas e franceses e 3 pontos base para as obrigações alemãs e holandesas entre 9 e 12 de dezembro.

O prémio de risco da dívida portuguesa desceu de 349 pontos base a 9 de dezembro para 343 pontos base hoje. O prémio exigido esta segunda-feira pelos investidores equivale a um diferencial de 3,43 pontos percentuais em relação ao custo de financiamento da dívida alemã, no prazo a 10 anos. O prémio de risco para a dívida italiana desceu de 168 para 160 pontos base no mesmo período.

  • As maiores subidas de juros, na abertura desta segunda-feira, registam-se para as obrigações espanholas e francesas. No caso das Obrigações do Tesouro português a 10 anos, as taxas aproximam-se de 4%. O movimento de subida abrandou entretanto, mas este mercado está volátil